Posts Tagged ‘Gazeta ALT

12
dez
09

no alt 95

Saudações, ALTianos e ALTianas.

Faltam apenas cinco edições para chegarmos a centésima. E um pouco mais para completarmos dois anos de existência. Pois é, o tempo passa rápido e, sim, nem nós acreditamos que ainda estamos aqui e fizemos tanta coisa.

Bom, mas isso é conversa para as próximas semanas. Falemos da edição 95.

No alt de amanhã, uma matéria especial do nosso colaborador de Marechal Cândido Rondon, Cristiano Viteck, sobre o Dia do Marinheiro (13/12). Ele conta na reportagem como é a vida e a rotina de César Augusto Gentilini a bordo de navios de cruzeiro mais luxuosos do mundo.

Na contracapa, uma matéria para quem quer conhecer a famigerada geração beat, o movimento literário que chacoalhou as décadas de 1950 e 1960 nos Estados Unidos e que agora está sendo redescoberto pelas editoras, pela academia e, melhor, pelo público brasileiro. Um pouco de história, pequenas biografias e ainda a recomendação dos principais títulos.

A crítica musical da semana é do álbum de estreia do grupo indie londrino One eskimO. E ainda há textos sobre a computação em nuvem e a coleção Vaga-lume, além de conto e poesia.

Esperamos que gostem.

Semana que vem temos novidades e mudanças. O alt terá apenas quatro páginas por algum tempo, mas explicamos isso nos próximos dias.

Abraços

alt.

Anúncios
17
out
09

despedidas

Bom-dia ALTianos

A próxima edição do Gazeta ALT chega às bancas amanhã. Recheando as oito páginas de cultura semanal os assuntos são os mais diversos. Nas centrais Julliane Brita presenteia os paranaenses com uma entrevista com Marco Vasques, exclusiva ao ALT. Gutenberg Medeiros, doutor e professor da USP traz uma matéria, também exclusiva ao nosso caderno, sobre a tradução portuguesa do romance Berlin Alexanderplatz do alemão Alfred Döblin. Na página oito minha matéria mostrando o drama de uma aposentada que teve a casa destruída pelo temporal de quarta-feira aqui em Cascavel. Além das matérias os tradicionais Mundo Sebo e Emblogado tratando novamente de Paulo Leminski. Na página três, os poemas de Tere Tavares trazem literatura e lirismo à edição. Vale a pena conferir amanhã nas bancas.

Este também é meu último post neste blogue. A partir da próxima semana não faço mais parte da equipe ALT. Agradeço aos leitores que me acompanharam neste um ano de Gazeta e, também, as manifestações de carinho recebidas ao longo deste trajeto. Ficará apenas a minha saudade. Não é todo dia que uma porta imensa e imersa em cultura se abre para nós. O ALT foi isso. Obrigado.

03
ago
09

deusa nipônica

O ALT de Domingo ainda está nas bancas e dá tempo de correr até lá e conferir uma entrevista exclusiva da Fernanda Takai, vocalista do Pato Fu, para o Gazeta ALT. A entrevista foi feita por telefone e vale a pena saber um pouco mais sobre a nova musa intérprete da Bossa Nova e novo projeto da cantora, o DVD recém-lançado. Além da pequena notável fica a critério outros espaços como os tradicionais Emblogado, Mundo Sebo e Disco Compacto, além das colaborações de leitores que também são publicadas.
Para começar esta semana eu visitei novamente o blogue Esencia Brasil, feito por um espanhol de origem Brasileira. O blogue tem ligação com o diário espanhol El País e traz análises sobre a economia, política, cultura e turismo de nosso País. Para quem gosta de saber coisas sobre o Brasil, mas sob a ótica de pessoas que não estejam poluídas por ele mesmo. O blogueiro faz com maestria um trabalho que poderia ser levado a cabo por brasileiros. Ouso a dizer que o trabalho de pesquisa e o emprenho do blogueiro não se encontra por aqui, quando se trata desse assunto.
Só há um problema para os brasileiros que acessarem este blogue: é necessário entender espanhol, pois o público ao qual é voltado são os daquele país europeu. As análises Wesley vão desde a historiografia do Brasil até a formação social para entender momentos pelos quais passamos agora. Vale a pena conferir a indicação. Abaixo postei um vídeo com a música O Barquinho, conhecida na voz de Maysa Matarazzo, mas interpretada por Fernanda Takai. Durante a semana mais informações sobre o que estamos preparando para próxima edição.

13
jul
09

Em defesa da palavra suja #2

Falar palavrões pode ajudar a diminuir a sensação de dor física, segundo um estudo da Escola de Psicologia da Universidade de Keele, na Inglaterra, publicado pela revista especializada NeuroReport. No estudo, liderado pelo psicólogo Richard Stephens, 64 voluntários colocaram suas mãos em baldes de água cheios de gelo, enquanto falavam um palavrão escolhido por eles. Em seguida, os mesmos voluntários deveriam repetir a experiência, mas em vez de dizer palavrões, deveriam escolher uma palavra normalmente usada para descrever uma mesa.
Enquanto falavam palavrões, os voluntários suportaram a dor por 40 segundos a mais, em média. Seu relato também demonstrou que eles sentiram menos dor enquanto falavam palavrões. O batimento cardíaco dos voluntários também foi medido durante a experiência e se mostrou mais acelerado quando eles falavam palavrões. Os cientistas acreditam que o aumento do ritmo de batimentos cardíacos pode indicar um aumento da agressividade, que, por sua vez, diminuiria a sensação de dor.

Para os cientistas, no passado isso teria sido útil para que nossos ancestrais, em situação de risco, suportassem mais a dor para fugir ou lutar contra um possível agressor. O que está claro é que falar palavrões provoca não apenas uma resposta emocional, mas também uma resposta física, o que pode explicar por que a prática de falar palavrões existe há séculos e persiste até hoje, afirma o estudo. “(A prática de) Falar palavrões existe há séculos e é quase um fenômeno linguístico humano universal”, diz Stephens.

“Ela mexe com o centro emocional do cérebro e parece crescer no lado direito do cérebro, enquanto que a maior parte da produção linguística ocorre do lado esquerdo. Nossa pesquisa mostra uma razão potencial para o surgimento dos palavrões, e porque eles persistem até hoje.” Um estudo anterior, da Universidade de Norwich, mostrou que o uso de palavrões ajuda a diminuir o estresse no ambiente de trabalho.

Fonte: BBC Brasil

22
jun
09

alt – avisos paroquiais

Saudações, ALTianos e ALTianas. Notícias do fronte.

Post rápido para dizer que a seção Edições Anteriores | PDF foi atualizada com a descrição das últimas edições do ALT. Lembrando que na quarta-feira estará disponível para download o caderno de número 70.

ADENDO: Tivemos problemas com nosso e-mail na última semana, então, pedimos desculpas aos que enviaram e-mails e não foram respondidos até agora ou mesmo que tiveram as mensagens devolvidas. O problema está sendo resolvido, mas já podemos recebê-los novamente. Qualquer coisa, entrem em contato pelo nosso telefone: (45) 3218-2543 ou pelos e-mails jullianebrita@gmail.com (Julliane) e naoentreempanico@gmail.com (Anderson).

Bom, por enquanto é isso.

Uma ótima semana

Abraços

Ander

08
jun
09

coisinhas de segunda

A semana recomeça. Sinto sempre uma tristeza tão imensa pelo recomeçar. Ciclicamente pensado. Nessa segunda nada ocorreu fora da normalidade, com exceção da casca de pipoca que está presa em meu esôfago desde ontem. Fizemos reunião de pauta e decidimos os assuntos que serão abordados na próxima edição do Gazeta ALT, edição que já se aproxima de 70. Coisinhas de segunda.

Visitando sites e blogues, hoje me deparei com um texto do jornalista Eugênio Bucci publicado originalmente no jornal Estado de São Paulo, nele o jornalista relaciona o desastre aéreo recente com o poema Morte no avião de Carlos Drummond de Andrade. Vou reproduzir abaixo o trecho selecionado pelo jornalista:

“A morte dispôs poltronas para o conforto/ da espera. Aqui se encontram/ os que vão morrer e não sabem./ (…)/ Sinto-me natural a milhares de metros de altura,/ nem ave nem mito,/ guardo consciência de meus poderes,/ e sem mistificação eu voo,/ sou um corpo voante e conservo bolsos, relógios, unhas,/ ligado à terra pela memória/ e pelo costume dos músculos,/ carne em breve explodindo./ (…)/ Ó brancura, serenidade sob a violência/ da morte sem aviso prévio,/ cautelosa, não obstante irreprimível/ aproximação de um perigo atmosférico/ golpe vibrado no ar, lâmina de vento/ no pescoço, raio/ choque estrondo fulguração/ rolamos pulverizados/ caio verticalmente e me transformo em notícia.”

Para conferir o texto de Bucci, acesse: Observatório da Imprensa

11
maio
09

blogue de cinema do ALT

Saudações, ALTianos e ALTianas. Notícias do fronte.

Post rápido para avisar que o blogue do Núcleo Gazeta ALT de Cinema está atualizado.

Clique no banner do Núcleo no menu ao lado ou acesso pelo link:
http://nucleogazetaaltdecinema.wordpress.com/

Os dois últimos posts são a respeito do mais novo curta-metragem produzido em Cascavel: Operários Notícia. O filme, que faz uma crítica ao jornalista e ao jornalismo ‘acomodado, pode ser assistido na íntegra no blogue. Confira!

Por enquanto é isso. Abraços.

Equipe ALT




Feed do ALT

Twitter

Pub


Outra Pauta


Firefox 3