23
abr
09

São Jorge, pegador dos dragões

Quando adolescente coloquei na cabeça que só Cristo salva! E já que ele era o caminho, a verdade e a vida, só por ele estaria santificado na divina vida. Fui para um seminário, aqueles colégios de formação para sacerdotes. Contava com 14 anos e junto comigo mais uns 50 meninos se dedicavam ao propósito vocacional da observação das leis católicas. Alguns por vontade própria, outros pela obrigatoriedade familiar: “vamos mandar pra lá e ver se endireita”. Entre nós havia um bem mais velho, Jorge, era o nome do abençoado. Quando fazíamos as refeições alguém se encarregava de fazer as preces, orações, agradecimentos, ejaculatórias ou qualquer outra coisa que se assemelhasse a isso. Certa vez algumas meninas, que pretendiam também seguir na carreira religiosa, estavam no vilarejo fazendo um retiro espiritual. Jorge, nosso maioral seminarista caiu na perdição e levou consigo mais uma daquelas desventuradas possíveis freiras. Cá entre nós, já que dei com a língua nos dentes, as meninas não eram lá nem perto a possibilidade de beleza, um dragão, no popular masculino. Quando jantávamos naquele dia Rafael, o Rafinha, se disponibilizou a tomar a frente das orações habituais. Após rezarmos umas ave-marias ele invocou alguns santos para nos abençoar. O fundador da congregação, “São Vicente Pallotti”, “rogai por nós”, respondemos todos e continuou. “São Jorge, pegador dos dragões”, ninguém respondeu. Ninguém mais parava de rir diante da brincadeira na hora da seriedade e, até hoje, ainda me lembro dessa história quando falam em São Jorge. Hoje é dia desse santo católico, padroeiro do estado do Rio de Janeiro e, no sincretismo religioso, representado no Candomblé por Ogum.

Mudando de assunto, nesta próxima edição preparamos uma entrevista exclusiva com Léo Áquilla. O artista, drag queen, jornalista, dançarino e ator, esteve em Cascavel no último fim de semana para uma apresentação na boate Tribos Club (ver vídeo acima). Também preparamos uma matéria com a Companhia de Ballet da Cidade de Niterói que também esteve na cidade. Não percam, domingo nas bancas. Bom restinho de semana a todos. Abraços do Oniodi.

Avisos Paroquiais:

Na seção de edições anteriores estão atualizadas as descrições de cada ALT.

Anúncios

0 Responses to “São Jorge, pegador dos dragões”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Feed do ALT

Twitter

Pub


Outra Pauta


Firefox 3





%d blogueiros gostam disto: