06
nov
08

jornalismo de guerra em meio a do dia-a-dia

Boa-tarde ALTianos e ALTianas. Notícias do front.

Nesta tarde, poderíamos afirmar que uma de nossas integrantes, a Julliane, praticamente está numa trincheira. Nossa colega de redação participa de um treinamento para jornalistas feito pelo o exército. O treinamento vai desde técnicas de elaboração de textos em uma guerra até a destreza para sobreviver trabalhando em uma guerra. Na redação permanecemos apenas eu o Ander e o Jeff. Eu, praticamente sucumbindo nesta tarde chuvosa e aterradora de minha existência.
Para a próxima edição teremos na página 8 a continuação do diário de viagem a São Paulo do Ander e do Jeferson. Nas centrais uma matéria minha sobre o Cascavel Jazz Festival que acontecerá na próxima semana e outra do Ander sobre a música instrumental. A crítica ficou por minha conta e tratarei do livro Os tambores de São Luís de Josué Montello, autor já comentado neste espaço. O conto logo abaixo de minha crítica será de autoria de Tiago Aramayo. Na Película de Retalhos o filme de análise do Vander Colombo é o Três Estações.
Mas para não parecer que estou aqui escrevendo abobrinhas e tentando distorcer o tempo com palavras vãs vou indicar um site pare quem interessar. É o Projeto Impunidade – Crimes contra Jornalistas, mantido em três línguas: português, espanhol e inglês. O projeto foi criado em 1995 e tem como principal objetivo reduzir a impunidade que rodeia os crimes contra jornalistas. Um fator importante para o êxito do projeto é a ajuda econômica da Fundação John S. y James L. Knight, que já investiu um total US$ 7,7 milhões de 1992 até 2011 na campanha contra a impunidade e no programa de liberdade de imprensa. No site pode-se acompanhar a história que envolveu a morte de diversos jornalistas do continente e em que pé as investigações andam.
Em tempos que o mais importante país, economicamente falando, elegeu outro presidente em meio à ressaca da economia mundial, acrescentei um vídeo sobre a democracia e a principal demonstração dela: o sufrágio universal. Vale a pena refletir um pouco e repensar algumas afirmações errôneas sobre o voto. Atenciosamente, Oniodi.

Anúncios

0 Responses to “jornalismo de guerra em meio a do dia-a-dia”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Feed do ALT

Twitter

Pub


Outra Pauta


Firefox 3





%d blogueiros gostam disto: